É possível para um bruxo desagradar seu patrono? [duplicado]

3

Eu não vi nada no PHB ou no DMG (embora admito que não olhei em todos os cantos e recantos) no sentido de que um bruxo pode desagradar seu patrono. Warlocks parecem ser livres para fazer o que quiserem.

Compare isso com o clérigo, que também tem um patrono que garante sua magia, mas reforça um ethos em particular. Um clérigo pode desagradar sua divindade e ser punido.

Existe alguma maneira de um bruxo desagradar seu patrono? Ou eles estão livres para agir como quiserem?

    
por Mindwin 21.09.2017 / 16:41

2 respostas

2

Isso depende de como o Mestre quer representar o patrono, ou não

É possível? Claro que é possível .

Você não precisa de uma regra em um livro para que um patrono reaja desfavoravelmente, ou favoravelmente ao Warlock. Considere as passagens épicas de Boon (DMG, p. 231) e decida se o patrono poderia conceder, ou reter, Epic Boons naquele nível de jogo. O texto das regras implica que patronos diferentes tenham atitudes diferentes, negativas ou positivas, em relação aos seus warlocks. Da mesma forma, cada patrono tem um tipo diferente de MO, como esta resposta explica muito bem.

Some patrons collect warlocks, doling out mystic knowledge relatively freely or boasting of their ability to bind mortals to their will. Other patrons bestow their power only grudgingly, and might make a pact with only one warlock (PHB p. 108)

Por padrão, os patrocinadores não são um monstro de estatísticas no MM (a menos que um equivalente / demônio / celeste de MM equivalente seja o patrono específico). Eles são deixados "macios nas bordas" para fornecer muito espaço para trabalhar. (Papel jogando, mesmo).

Patrono do outro mundo (PHB p. 107)

At 1st level, you have struck a bargain with an otherworldly being of your choice: the Archfey, the Fiend, or the Great Old One, each of which is detailed at the end of the class description. Your choice grants you features at 1st level and again at 6th, 10th, and 14th level.
Pact Magic Your arcane research and the magic bestowed on you by your patron have given you facility with spells.

Duas atitudes (gerais) diferentes em relação aos livros de regras

  1. Eu não posso fazer isso a menos que o livro diga
  2. A menos que o livro proíba, eu posso fazê-lo.

O DM usando a abordagem número 2 tem muito mais flexibilidade para tornar seu mundo / jogo / mesa interessante. Além disso, o DMG 5e mantém o DM como mestre de regras (DMG p.5) O patrono faz o que o Mestre decide, e pode ou não reagir ao Bruxo com desprazer ou aprovação.

O que torna a história mais interessante ou o gancho de aventura?

Otherworldly Patrons (SRD p. 51) The beings that serve as patrons for warlocks are mighty inhabitants of other planes of existence—not gods, but almost godlike in their power. Various patrons give their warlocks access to different powers and invocations, and expect significant favors in return. Some patrons collect warlocks, doling out mystic knowledge relatively freely or boasting of their ability to bind mortals to their will. Other patrons bestow their power only grudgingly, and might make a pact with only one warlock.

Warlocks who serve the same patron might view each other as allies, siblings, or rivals.

The Fiend
You have made a pact with a fiend from the lower planes of existence, a being whose aims are evil, even if you strive against those aims. Such beings desire the corruption or destruction of all things, ultimately including you. Fiends powerful enough to forge a pact include demon lords such as Demogorgon, Orcus, Fraz’Urb-­‐‑luu, and Baphomet; archdevils such as Asmodeus, Dispater, Mephistopheles, and Belial; pit fiends and balors that are especially mighty; and ultroloths and other lords of the yugoloths.

    
21.09.2017 / 16:49
0

Isto depende de você e seu mestre durante a criação do personagem

A introdução básica ao Bruxo no PHB (pp. 105-106) declara com ênfase:

A warlock is defined by a pact with an otherworldly being. Sometimes the relationship between warlock and patron is like that of a cleric and a deity, though the beings that serve as patrons for warlocks are not gods...More often, though, the arrangement is similar to that between a master and apprentice. The warlock learns and grows in power, at the cost of occasional services performed on the patron's behalf....

As you make a warlock character, spend some time thinking about your patron and the obligations your pact imposes upon you...Your patron's demands might drive you into adventures, or they might consist entirely of small favors you can do between adventures...What kind of relationship do you have with your patron?...

A seção continua, com novas idéias sobre como trabalhar com seu Mestre para entender a importância do pacto na carreira de aventureiro de seu personagem.

As possibilidades são realmente infinitas aqui, mas você pode criar algo em conjunto que faça sentido para o seu personagem e para o mundo em que ele está jogando.

    
21.09.2017 / 16:58